História

PERFIL FOLHA DO MEIO AMBIENTE

Nome do veículo: Folha do Meio Ambiente

Diretor-Geral: Rodrigo Gorgulho

Diretor-Editor: Silvestre Gorgulho

Fundação: Junho de 1989

Tiragem: 25 mil exemplares
(Desde Janeiro de 2016 apenas edição on_line)

Periodicidade: mensal

Corpo editorial: 17 jornalistas (Ver em expediente)

WEB: www.folhadomeio.com.br

Email: folhadomeio@folhadomeio.com.br
rodrigo@folhadomeio.com.br
regina@folhadomeio.com.br
raquel@folhadomeio.com.br

Folha do Meio Ambiente Cultura Viva, Editora Ltda.
Endereço: SHIS QI 05 Conjunto 06 Casa 13, Cep: 71615-060
Brasília – DF
Fone: (61) 3322-3033

HISTÓRIA - Em 1989, um grupo de jornalistas brasileiros, liderados por Silvestre Gorgulho, firmou um compromisso solene de fazer um jornal que discutisse os temas ambientais e pudesse ajudar na luta por um futuro comum mais sadio. Um jornal que lutasse pelo resgate da cidadania, pelo uso racional dos recursos naturais, pela educação e conscientização dos habitantes desse planeta. E assim, em junho de 1989, nascia a Folha do Meio Ambiente, dois anos antes da Conferência da ONU, no Rio de Janeiro, a ECO-92.

Vale lembrar o artigo escrito por Adriano Lopes e publicado na revista “Comunicação Social” : “A Folha do Meio Ambiente talvez seja, na história da imprensa brasileira, das raras publicações que não nasceram da teimosia de algum sonhador, como nos tempos heróicos da linotipo. Também não veio ao mundo para servir a projetos políticos pessoais. Nem mesmo é resultado de algum planejamento estratégico que tenha detectado um nicho de mercado promissor. Nasceu, na verdade para durar muito pouco, e sobreviveu por imposição de seus leitores. Mais, precisamente, de 321 leitores que cismaram de tornar-se assinantes de um jornal planejado para não passar da primeira edição”.

OPORTUNIDADE - Mais do que um lance de ousadia, todos esses anos significam um lance, por assim dizer, de crença. E de esperança. De quem, na aspereza do Hoje, ainda tem tempo para se preocupar com o Amanhã. E, diante do pesadelo da destruição, acredita no valor da cidadania e da educação, como única fórmula capaz de embalar os sonhos de um bem-viver.

PRÊMIOS: A Folha do Meio Ambiente já recebeu os seguintes premiações: PRÊMIO OK DE JORNALISMO 1990; PRÊMIO OK DE JORNALISMO 1991; PRÊMIO QUALIDADE VERDE 1998, da Secretaria do Meio Ambiente do Distrito Federal.

LINHA EDITORIAL – A característica principal da linha editorial é a abordagem do tema pelo lado da Educação Ambiental pelo ângulo jornalístico. Tanto nas matérias de orientação de comportamento como nas matérias de lazer, como no caso do Ecoturismo, o jornal trata o meio ambiente na perspectiva econômica, de formação cultural, de saúde pública, gestão ambiental, de oportunidades de negócios. A referência principal é preservação, educação e busca da qualidade de vida.

PERFIL DO LEITOR - Estudantes, professores, agrônomos, biólogos e executivos de empresas privadas e públicas, em especial aquelas que lidam diretamente com questões ambientais. Escolas, universidades e Centros de Pesquisa. Todos senadores e deputados federais, bem como associações comunitárias e ambientalistas. E todos os interessados nesse tema no mundo.