Fiscalização

Fiscalização identifica autor de desmatamento

16 de Fevereiro de 2020

Foram 89,7 hectares de floresta nativa desmatada no interior da Floresta Nacional do Jamanxim

ICMBio

 

 

fiscalização jamanxim

Acão de fiscalização na Floresta Nacional do Jamanxim - Foto: Acervo ICMBio
 
 
 
 
A equipe de fiscalização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), de Itaituba, no âmbito da Operação Tolerância Zero contra crimes ambientais, identificou a autoria de um desmatamento de 89,7 hectares de floresta nativa no interior da Floresta Nacional do Jamanxim, no Pará. O crime ambiental foi identificado durante a Etapa 1 da Operação Integração nas Unidades de Conservação de influência da BR163.
 
A área foi embargada na operação de fiscalização realizada em 2019, porém, na ocasião não foi possível identificar a autoria. Após o trabalho de investigação da equipe, foi identificado o responsável pelo desmatamento, que foi multado em R$ 445 mil, por destruir 87,7 hectares de floresta nativa, no interior da Flona Jamanxim, bem como aplicada a medida administrativa cautelar de embargo na respectiva área.
 
Ainda durante a ação fiscalizatória foram apuradas mais três infrações de destruição de floresta nativa (desmatamento). Essas áreas foram indicadas pelos avisos de desmatamento do Deter, que realiza levantamento rápido de alertas de evidências de alteração da cobertura florestal na Amazônia, feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) nas unidades de conservação da Amazônia. Até o momento, a Operação de Fiscalização já aplicou R$ 790.000,00 em multas e embargou 177.00 hectares de área para regeneração natural da vegetação nativa.